Meu perfil
BRASIL, Sudeste, LORENA, VILA NORMANDIA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Italian, Esportes de aventura, Esportes



Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Equipe Carbono Zero
 


MARATONA XC
Em parceria com a USP, a Pedal Adventure traz a você uma prova completa e desafiante pelas trilhas da serra da mantiqueira. Com infraestrutura completa e total conforto para o competidor e sua equipe de apoio.


DATA:
03 DE JULHO DE 2011

LOCAL:
USP - Escola de Engenharia de Lorena
Estrada Municipal do Campinho S/N - Lorena - SP

HORÁRIO:
10:00 H - Categoria PRO - 60 km
10:30 H - Categoria SPORT - 40 km

INFORMAÇÕES: www.copauspmtb.com.br



Escrito por Marchesato às 13h58
[] [envie esta mensagem
] []





APÓS 24 HORAS PEDALANDO, CLAUDIO CLARINDO BATE RECORDE SUL AMERICANO

Atleta usou equipamentos SHIMANO Di2 para vencer desafio

No último final de semana, o ciclista Claudio Clarindo conquistou mais uma marca para o currículo: o recorde sul-americano no “Desafio 24 horas pedalando”. Ao todo, foram 699 quilômetros e 2.789 voltas. Clarindo começou a pedalar no sábado (30/04) às 12 horas no Velódromo da Barra, no Rio de Janeiro.

A princípio, o objetivo do esportista era quebrar o recorde latino-americano pertencente ao espanhol Julian Sanz, que completou 770 quilômetros, e o recorde mundial, do esloveno Marko Baloh, de 903 quilômetros. Clarindo, especialista em provas de longa distância outdoor, pedalou em círculos em uma pista inclinada, o que dificulta a performance.

 

Para esse desafio, o ciclista equipou sua bicicleta com componentes SHIMANO Dura Ace Di2, grupo de transmissão eletrônica que se destaca pela alta eficiência e precisão do sistema. Clarindo contou com o apoio da equipe da SHIMANO, que foi composta por Pierre Couto e Nildo Guedes, do marketing, e Ariuques Junior, da área técnica.

“A Shimano está muito feliz em ter ajudado nesta vitória e contribuir para um maior reconhecimento do ciclismo nacional”, diz João Magalhães, gerente de marketing da Shimano Brasil.

Ainda este ano, Clarindo se prepara para sua terceira participação na Race Across America (RAAM).

http://bike.shimano.com.br



Escrito por Marchesato às 16h24
[] [envie esta mensagem
] []





Rio de Janeiro recebe primeira edição do Circuito XC de Favelas no Morro do Turano


Evento de MTB cross-country reúne grandes nomes do ciclismo brasileiro para promover o esporte nas favelas pacificadas do Rio de Janeiro. O objetivo é que jovens dessas comunidades possam ter contato com atletas olímpicos de MTB e suas bicicletas de alta tecnologia. Kleber Nascimento, Marcio Ravelli e Frederico Mariano, patrocinados pela Shimano, são os destaques da prova. Os competidores irão percorrer cinco voltas em trilha num total de 37,5 quilômetros. Evento inédito no Brasil com apoio Shimano, que irá oferecer o Suporte Neutro da marca aos atletas.

 

 

Data: 07/05
Horário da largada: 10h

Local: Praça Saens Pena, Morro do Turano, Rio de Janeiro

Mais informações:
http://circuitodefavelas.com./

http://bike.shimano.com.br/publish/content/global_cycle/pt/br/index.html

Leia mais: Na paz, o Morro vai tremer: As feras da Elite duelando do Asfalto ao Morro no RJ em 07-05-11



Escrito por Marchesato às 16h22
[] [envie esta mensagem
] []





Brasil Ride inova a Ultramaratona no Brasil

Os mountain bikers têm meses de preparação para a segunda edição da Brasil Ride o maior desafio de ciclismo já realizado em solo brasileiro, em 2010 contou com a presença das estrelas da elite mundial e nacional do mountain bike entre 400 amadores de treze países.

Entre serras, vales e rios, as trilhas da Chapada Diamantina, no Centro da Bahia, são o cenário perfeito para a épica corrida de sete dias. De 23 a 29 de Outubro de 2011, centenas de atletas terão uma experiência de vida inesquecível na Brasil Ride.



A estrutura, comparada apenas às maiores ultramaratonas do mundo, fornecerá aos competidores tudo o que é necessário – água, comida, alojamento, suporte técnico Shimano, enquanto eles se preocupam somente com o que mais gostam de fazer, pedalar. Cada dia de prova terá em média 80 a 100 quilômetros do mais puro mountain bike, pelos caminhos abertos no garimpo de diamantes do século XVIII.



O verdadeiro desafio desta prova não está só em vencer, mas no autoconhecimento, viver o esporte, superar os limites e chegar o mais próximo da natureza que se pode estar. Lado a lado, os amantes do esporte e as estrelas do MTB nacional e mundial realizarão esta jornada pelo coração do Brasil. Na trilha, na mesa do jantar, no acampamento, a confraternização e troca de experiência entre os atletas será um dos pilares do evento.



O palco é a Chapada Diamantina com base nas cidades de Mucugê e Rio de Contas, um lugar mágico onde o cenário muda a cada instante. O percurso leva os atletas a pedalar em uma altitude média entre 800 e 1.200 metros acima do nível do mar, com picos de até 2.000 metros. A água traz vida à região, com diversas nascentes, cachoeiras, lagos cristalinos e rios avermelhados, que alimentam uma incrível diversidade de fauna e flora.

Disputada sempre em duplas, a Brasil Ride abrirá as categorias Feminino, Mista, Open e Master (nenhum atleta com menos de 40 anos na categoria Master). “Comece a procurar seu parceiro, pois as vagas são limitadas, a Brasil Ride é mais que uma prova é uma etapa em sua vida”, avisa o organizador e ultramaratonista Mario Roma.

Mais informações: www.brasilride.com



Escrito por Marchesato às 16h20
[] [envie esta mensagem
] []





Alarico Moura, o Ala Bikeman: Superação é a sua marca!

Fonte: Blog do Puga

Alarico Moura, 66 anos, é um atleta de mountain bike. Por onde passa, vira figurinha carimbada. Muito conhecido pelo Brasil inteiro, desperta curiosidade entre as pessoas e vira exemplo para quem não está satisfeito com a vida. Descontraído e amante do rock, Ala Bikeman, como é conhecido, participou da Montanha Cup neste ano de 2011, em Nova Friburgo. Mas o que este "coroa" tem de tão especial além do espírito jovem?

Deficiente há 30 anos, Ala não possui a perna esquerda, e mesmo assim dá um jeitinho, para não falar jeitão, de enfrentar diversos obstáculos de sua vida, inclusive os morros que ele e sua bike tem pela frente. Com uma bicicleta totalmente adaptada e bancada por uma loja especializada do Rio de Janeiro, ele nunca fica parado. Está sempre treinando e participando de provas pelo país, vivendo da maneira que gosta, curtindo uma vida totalmente saudável e feliz.

Há dois anos sofreu um grave acidente enquanto pedalava. Após derrapar, foi jogado contra a parede e caiu de uma altura de mais ou menos cinco metros. Quebrou alguns dentes e sofreu uma certa paralisia no lado direito do corpo, justamente o lado em que possui uma perna. Para muitos, Ala não voltaria mais a pedalar. Mas, novamente, deu provas de que não há o que ou quem possa segurar este JOVEM. Com uma recuperação absurda, surpreendeu todas as expectativas de seus médicos e, aos poucos, vai voltando a sua vida radical.

Ala se aquecendo
Após concluir a prova da Montanha Cup, Alarico, em entrevista ao Blog do Puga, relata que possuía uma vida totalmente desregrada e dependente química, até que o esporte deu-lhe uma oportunidade de virar esse jogo. "Eu entrei no esporte, ganhei uma saúde fantástica, com 66 anos estou conseguindo brincar aqui. Com uma deficiência física eu não vejo nada diferente, eu vejo que eu consigo correr nesse chão, olhando a terra, olhando a floresta, o ambiente, o que a gente tem que preservar do nosso planeta. Me sinto muito feliz em completar, apesar de ter tido uma colher de chá, o Orlando e a Organização deram uma abreviada no percurso, mas terminei e isso me trás uma gratificação incomparável."

Alexandre, Alarico, eu(Puga) e Orlando


Ao ser perguntado se no próximo ano estaria de volta em Friburgo para participar da prova, Ala se animou: "Com certeza, esse é o começo de uma nova saga!".

Banco personalizado

O Bikeman possui grandes projetos sociais e dá palestras de norte à sul do país. Diz-se muito feliz por poder ajudar as pessoas e sente-se muito especial para aqueles que precisam de alguém. Um dos momentos em que mais gosta é quando visita as prisões no fim de ano. "Os presos prestam atenção e gostam do meu jeito. Eles riem do meu modo de falar, adoram. Dizem muitas vezes que são poucos que fazem o que eu faço pela sociedade e me agradecem."

Agradeço e muito pela atenção dessa lenda do mountain bike e desejo-lhe todo o sucesso e força para continuar sendo esse garotão de 66 anos. Parabéns Ala, espero você na próxima Montanha Cup.



Escrito por Marchesato às 20h09
[] [envie esta mensagem
] []





Entrevista com Sai Baba (indiano) sobre 2012
 
Ouviu falar de 2012 como um ano em que algo ocorrerá?
 
Bom, por um lado existem várias profecias que indicam esta data como um momento importante da história da humanidade, mas a mais significativa é o término do calendário Maya, cuja profecia foi interpretada de várias formas. Os mais negativos pensam que nesse ano o mundo termina, mas isto não é real, pois sabemos que neste ano começa a Era de Aquário.
 
Na verdade este planeta está sempre mudando a sua vibração, e estas mudanças intensificaram-se desde 1898, levando a um período de 20 anos de alterações dos polos magnéticos que não ocorriam há milhares de anos. Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança consciencial, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o universo, como a ciência atual tem comprovado.
 
Informe-se sobre as mudanças das tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos. Ou pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos polos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar os seus instrumentos nos últimos anos.
 
Esta alteração magnética se manifesta como um aumento da luz, um aumento da vibração planetária.
 
Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afetada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos. Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria ao nosso redor, mas é assim mesmo.
 
Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocar a sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor, e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto.
 
Porém se liberar sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de fato neste momento com o planeta e a humanidade.
 
"Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos".
 
Como assim? Não percebe a escuridão?
 
Vejo-a sim, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? Claro que entendo aqueles que a temem, porque também fiquei parado nesse lugar onde apenas via o mal. E por esta razão sinto amor por tudo isso.
 
A escuridão não é uma força que obriga a viver com mais ruindade ou com mais ódio. Não é uma força que se opõe à luz. É ausência da luz. Não é possível invadir a luz com a escuridão, porque não é assim que o principio da luz funciona. O medo, o drama, a injustiça, o ódio, a infelicidade, só existem em estados de penumbra, porque não podemos ver o contexto total da nossa vida. A única forma de ver a partir da luz é por meio da fé. Assim que aumentamos a nossa frequência vibracional (estado de consciência), podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.
 
Mas como pode afirmar tudo isso, se no mundo existe cada vez mais maldade?
 
Não há mais maldade, o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora.
 
Imagine que você tem um quarto, ou uma despensa, onde guarda suas coisas, iluminado por uma lâmpada de 40W. Se trocar para uma lâmpada de 100W, verá muita desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que tinha naquele local.
 
A sociedade está mais iluminada. Isto é o que está acontecendo. E isto faz com que muitas pessoas que lêem estas afirmações as considerem loucura.
 
Percebeu que hoje em dia as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender a forma como a vida se organiza.
 
Esta nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira.
 
Esta mudança provoca dores físicas nos ossos, que os médicos não conseguem resolver, já que não provem de uma doença que possa ser diagnosticada.
 
Dirão que é causado pelo estresse. Porém isto não é real. São apenas emoções negativas acumuladas, medos e angústias, todo o pó e sujeira de anos que agora precisa ser limpo.
 
Algumas noites as pessoas acordarão e não conseguirão dormir por algum tempo. Não se preocupem. Leiam um livro, meditem, assistam TV. Não imaginem que algo errado ocorre. Você apenas está assimilando a nova vibração planetária. No dia seguinte seu sono ficará normal, e não sentirá falta de dormir.
 
Se não entender este processo, pode ser que as dores se tornem mais intensas e você acabe com um diagnóstico de fibromialgia, um nome que a medicina deu para o tipo de dores que não tem causa visível.
 
Para isto não existe tratamento específico - apenas antidepressivos, que farão com que você perca a oportunidade de mudar sua vida.
 
Uma vez mais, cada um de nós precisa escolher que tipo de realidade deseja experimentar, porém sabendo que desta vez os dramas serão sentidos com mais intensidade, assim como o amor.
 
Quando aumentamos a intensidade da luz, também aumentamos a intensidade da escuridão, o que explica o aumento de violência irracional nos últimos anos.
 
Estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos.
Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada.
 
Informe-se, desperte sua vontade de conhecer estas questões.
A ciência sabe que algo está acontecendo, você sabe que algo está acontecendo.
Seja um participante ativo.
 
Que estes acontecimentos não o deixem assustado, por não saber do que se trata



Escrito por Marchesato às 16h40
[] [envie esta mensagem
] []





RESULTADOS PANAMERICANO MTB

CUADRO FINAL MEDALLERIA

PAIS
ORO
PLATA
BRONCE
COLOMBIA
15
15
13
BRASIL
3
2
4
ARGENTINA
2
1
 
ECUADOR
2
 
2
MEXICO
1
1
 
CHILE
1
3
3
COSTA RICA
1
  
ESTADOS UNIDOS
1
2
3
GUATEMALA
 
1
 
VENEZUELA
 
1
1

Cross country elites y sub 23

Elite XC hombres
1-Colombia Leonardo paez 1:39:26 (cupo Olimpico para Colombia )
2-USA Jeremiah Bishop 1:40:33
3- USA Todd Wels 1:40:42
4- Colombia Mario Rojas 1:41:49
5-Colombia Diego Arias 1:42:00
6-Argentina Catriel Soto 1:42:20 (cupo olimpico para Argentina)

Elite XC damas
1-Col Angela Parra 1:41:33
2-USA Header Irmiller 1:42:33
3- USA Mary McCunnelong 1:44:55

Sub 23 XC damas
1-Col. Gloria Garzon 1:34:06
2- Col Jessica Legarda 1:34:58
3- Col Laura Abril 1:37:37

Sub 23 XC Hombres
1-Col. Yesid Chia 1:24:03
2. Col. Diyer Rincón 1:26:21
3. USA. stephen Esttinger 1:28:37

Down Hill

Elite DH
1-Marcelo Gutiérrez (Colombia) 3:12:103
2-Mauricio Estrada Colombia 3:18:146
3-Mario Jarrín Ecuador 3:20:379

Júnior DH
1-Rafael Gutiérrez (Colombia) 3:23:825
2-Juan Orrego Colombia 3:24:842
3-Felipe Escobar Colombia 3:29:41

Damas elite DH
1-Jackeline Harmony (USA) 4:00:309
2-Loana Oliveira (Brasil) 4:08:708
3-Bruna Ullrich (Brasil) 4:15:760

Cadetes DH
1-Gustavo Ortíz (Chile) 3:34:321
2-Alison Mattje (Brasil) 3:39:845
3-Silvio Félix (Brasil) 3:40:533

 Máster B DH
1-Marcos Lira (Brasil) 4:06:346
2-José Jacquez (México) 4:08:513
3-Germán Holguín (Colombia) 4:20:550

 Máster A 2 DH
1-Alvaro Garcés (Colombia) 3:46:719
2-José Morales (Guatemala) 3:51:719
3-Miguel Soto (Colombia) 3:56:576

 Máster A 1 DH
1-Rubén Sgarbi (Brasil) 3:37:463
2-Daniel Arredondo (Colombia) 3:38:322
3-Leandro Campovilla (Brasil) 3:38:446

4X MASTER
ORO. COLOMBIA LUCAS GAVIRIA
PLATA. COLOMBIA SANTIAGO URBINA
BRONCE. COLOMBIA PATRICIO MERCADO

4X ELITE
ORO. ECUADOR MARIO JARRIN
PLATA. CHILE ENRIQUE GENOBA
BRONCE .CHILE MAURICIO ACUÑA

Cross Country

Damas júnior XC
1-Michelle Molina (Ecuador) 1:08.46
2-Laura Munizaga (Chile) 1:11:43
3-Aura Pérez (Colombia) 1:14:48

hombres júnior XC
1-Andréy Fonseca (Costa Rica) 1:12:03
2-Miguel Londoño (Colombia) 1:12:21
3-Hilvar Malaver (Colombia) 1:12:22

Cadetes hombres xc
ORO. Colombia willian sandial
PLATA. Colombia Daniel Páez
BRONCE. Ecuador Cristian

Dama cadetes xc

ORO. México Irene Flórez
PLATA. Colombia lady Mera
BRONCE. Chile francisca Soto

Damas master a xc
ORO. Argentina agustina Apaza
PLATA. Venzuela fabiola Tucci
BRONCE. Colombia Olga María Garcia

Master c2 xc
ORO. Colombia Rodrigo cardona
PLATA. Colombia arturo Bejarano
BRONCE. Colombia Lorenzo calderón

Master b2 xc
ORO. Colombia Josélín. Saavedra
PLATA. Colombia joselin Saavedra
BRONCE. Colombia Reynaldo cordoba

ma
ster c 1 xc
ORO. Colombia Fidel ovallas
PLATA. CoLombia Carlos Muñoz
BRONCE . Chile Orwill Scheuci

Damas Marter b xc
ORO. Colombia floridia López
PLATA. Chile Ivana Morello
BRONCE. Venezuela Maria Reyes

Master a1
ORO. Argentinna Javier Macías
PLATA. colombia fernando pinilla
BRONCE. Colombia senen patiño

Master a2 xc
ORO. Colombia agustín Rodríguez
PLATA. Colombia fredy restreno
BRONCE. Colombia José Gómez

Master b1 xc
ORO. Brasil abraho Acevedo
PLATA. Colombia Marcos Gómez
BRONCE. Colombia Luis Hernando Sánchez


Relevos
ORO: COLOMBIA (MIGUEL LONDOÑO - YESID CHIA - LAURA ABRIL - LEONARDO PAEZ) 1:10:54
PLATA: ARGENTINA ( KEVIN INGRATA - GERMAN DORMAN - NOHELIA RODRIGUEZ - CATRIEL SOTO) 1:13:00
BRONCE: BRASIL ( SHERMAN PAIVA - ROBERTA STOPA - LUIS COCUZZI - RICARDO PSCHEIDT ) 1:14:33



Escrito por Marchesato às 18h25
[] [envie esta mensagem
] []





Primeira medalha de muitas do Brasil no Pan da Colombia.

Abraão Azevedo Campeão Panamericano 2011

Parabens Brasil



Escrito por Marchesato às 21h34
[] [envie esta mensagem
] []





Panamericano de MTB - Brasil é OURO com Abraão de Azevedo

O Brasil já vem se destacando neste Panamericano de Mountain Bike que está sendo disputado em Chía, na Colômbia. Após o Bronze dos nossos atletas no Team Relay, foi a vez de Abraão de Azevedo conquistar o OURO.

O brasiliense conversou exclusivamente com o Pedal logo após a sua prova. Confira como foi a sua conquista do OURO. Podemos usar a palavra: espetacular.
Abraão de Azevedo (Master 40-44)

"Larguei na prova bem, mas logo fui foi ultrapassado e perdi umas sete posições. Fiquei entre os top 10 no início. A altitude pesou nesta parte inicial, mas eu soube administrar bem."

"Depois foi recuperando ao longo das voltas, e só na última volta que eu fui assumir a liderança da prova e mantê-la até o final".

"Para mim, não foi prova de recuperação e, sim, uma prova de sobrevivência".


Parabéns para Abraão de Azevedo por esta grande conquista. Ele conseguiu mostrar que a altitude e os adversários não foram problemas para ele garantir o lugar mais aldo do pódio. Prevaleceu o espírito máximo de representar o país.



Escrito por Marchesato às 21h31
[] [envie esta mensagem
] []





 Pan-Americano de MTB na Colômbia

Quatro dias antes de conquistar a Taça Brasil de Mountain Bike, Roberta Stopa foi convocada oficialmente pela Confederação Brasileira de Ciclismo para fazer parte da delegação brasileira de mountain bike no Panamericano da Colômbia. Atleta foi selecionada para representar o país na categoria Elite Feminino. 

Nesta sexta-feira (01/04/2011), os atletas brasileiros entraram na pista de Chía pela primeira vez, para disputar a modalidade Team Relay (prova de revezamento). Pelas regras, cada seleção tem direito a escolher quatro atletas (um de cada) das seguintes categorias: Elite Feminino e Masculino; Sub-23 Masculino e Júnior Masculino.


O técnico da Seleção Brasileira, Eduardo Ramires, selecionou os atletas: Sherman Trezza de Paiva, Roberta Stopa, Henrique Cocuzzi e Ricardo Pscheidt. Esta ordem dos atletas foi aplicada na largada da prova.
Confira como foi à conquista do BRONZE do Brasil com as palavras de Roberta:

“Assim que foi dada a largada, Sherman (Sub-23) realizou muito bem a sua prova e passou “bracelete” para mim. Larguei com os homens e, naquele momento, eu era a única mulher na pista.

Pedalei como nunca. Dei a vida literalmente dentro da pista até ficar sem respirar. Eu queria muito esta medalha.

Entreguei o “bracelete” para Cocuzzi (Júnior Masculino) na quinta colocação do geral, colada com o atleta do Equador e trinta segundos atrás da Argentina. Meu tempo na volta girou em torno dos 22 minutos.
Cocuzzi saiu com toda sua força e ganhou posições na prova. No final do registro de sua volta, ele passou o “bracelete” para Pscheidt. Naquele momento, estávamos na quarta posição. E com muita garra, o Pscheidt conseguiu mais posição para subirmos no pódio com o Bronze.”

Neste domingo, Roberta Stopa entra na pista mais uma vez para representar o país na sua principal categoria: Elite Feminino. Vamos torcer para que atleta se destaque mais uma vez.

Resultados do Team Relay

1-Colômbia - 1:10:54
(Leonardo Páez, Laura Abril, Yesid Chía, Miguel Londoño)

2-Argentina - 1:13:00
(Kevin Ingrata, Germán Dorman, Nohelia Rodríguez, Catriel Soto)

3- Brasil - 1:14:33
(Sherman Paiva, Roberta Stopa, Luis Cocuzzi, Ricardo Psheidt)

4-Equador - 1:15:14
(Alexandra Serano, Santiago Padilla, Alberto González, David Espinosa)

5-México - 1:16:15
(Emanuel Valencia, Iván Izardi, Daniela Campuzano, Alejandro Barajas)



Escrito por Marchesato às 21h20
[] [envie esta mensagem
] []





Bicicletas elétricas - Restrições ao uso

Lei barra uso de transporte não poluente
Empresário de Maringá investe em bicicletas elétricas, mas benefício não pode ser utilizado por todos


A iniciativa ecológica de uma empresa de informática para garantir o transporte gratuito dos funcionários sem veículo próprio em Maringá, no Noroeste do estado, pode esbarrar em um impedimento imposto pela legislação de trânsito vigente.
Para ir além do vale-transporte, o empresário Christian Ribeiro, diretor-executivo da Boa Com¬pra, investiu na aquisição de bicicletas elétricas, com baterias recarregáveis, para os empregados se deslocarem entre a casa e o trabalho. Seis dos dez funcionários sem carro optaram pela modalidade de transporte e utilizam o benefício. 
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), porém, determina que para dirigir bicicletas motorizadas, caracterizadas como ciclomotores, os condutores devem ter a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC). O problema é que nenhuma autoescola no Paraná oferece curso para essa categoria, de modo que o Departamento de Trânsito (Detran) exige, em substituição, que os ciclistas sejam habilitados para dirigir motocicletas – Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) nas categorias A ou AB.
Qualquer empresa que busque a alternativa das bicicletas elétricas encontra também empecilhos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que não abre espaço para tecnologias limpas. Além das especificidades do Contran e do Detran, a Lei 7.418, de 1985, determina que os patrões ofereçam apenas vale-transportes aos funcionários. Somente por causa do Detran, a empresa de Ribeiro, que tinha entregue os veículos para oito funcionários inicialmente, teve de cancelar o benefício de dois deles, que não tinham habilitações dos tipos A ou AB.
Para o diretor, a lei precisa pensar no bem-estar do funcionário, mas também em outras questões tidas como importantes, como a preservação ambiental. “Uma lei que vise o bem-estar do empregado e as boas condições para o trabalho não pode ficar alheia às questões ambientais, que afetam a todos”, diz. “Há 30 anos, quando a lei foi sancionada, as preocupações com o meio ambiente eram bem menores. Hoje, a realidade é outra: o ar está mais poluído; as ruas, congestionadas e o trabalhador mais estressado.”

Cuidados
Antes de comprar as oito bicicletas, em dezembro do ano passado, Ribeiro diz que procurou se informar sobre a legalidade da prática. Como os ciclomotores podem ser, em certa medida, mais perigosos que os ônibus, uma vez que os motoristas ficam expostos, ele equipou os veículos com retrovisores, luzes de identificação na parte frontal e traseira e freio a disco, além de fornecer capacetes. “Durante o primeiro mês de uso das bicicletas, nenhum acidente foi registrado”, observa.
Cada bicicleta custou ao empresário US$ 900, cerca de R$ 1,5 mil. Para Ribeiro, foi um investimento que vai gerar economia a longo prazo. “Economizamos R$ 114,40 por funcionário que abriu mão do vale-transporte para usar a bicicleta elétrica por mês”, relata. “Além disso, não polui o meio ambiente, pois não gera gás carbônico.”

Prática deve gerar novas discussões
Apesar da tecnologia limpa, a bicicleta elétrica poderá ser a personagem principal de várias discussões na área jurídica, se for considerada uma alternativa de transporte para os trabalhadores. Como a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê apenas que as empresas ofertem transporte coletivo, a abertura de jurisdição, para debater a legalização da prática futuramente, parece provável.
Em nota enviada por e-mail, a Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região, em Maringá, afirma que qualquer empresa que oferte a bicicleta elétrica aos funcionários não está, em princípio, de acordo com a CLT. Mesmo assim, como se trata de uma inovação em conformidade com as preocupações climáticas atuais, o uso “gerará por certo inúmeras discussões jurídicas”.
O engenheiro civil Maurício Dziedzic, coordenador do programa de pós-graduação em Gestão Ambiental da Universidade Positivo (UP), defende a ideia de que a legislação deve ser repensada quando deixa de atender às expectativas da sociedade. “A legislação tem de evoluir e essa evolução deve ser provocada por um exercício de cidadania”, observa. Em uma avaliação preliminar, ele afirma que as bicicletas elétricas dificilmente gerariam mais impacto que o ônibus do transporte coletivo no meio ambiente, desde a fabricação até o uso por parte dos funcionários.
Enquanto uma decisão final não é alcançada, o estagiário José Rodolpho de Angeli, 20 anos, continua usando a bicicleta que a empresa lhe emprestou para ir e voltar ao trabalho. Mesmo sabendo que o veículo pode ser até mais perigoso que andar de ônibus, ele diz tomar os cuidados necessários. “Só circulo por vias pouco movimentadas”, garante.

Fonte: Gazeta do Povo.


Escrito por Marchesato às 14h08
[] [envie esta mensagem
] []





As ruas são de todos

Pedestres, ciclistas, motociclistas, motoristas de carros, caminhões, ônibus ou tratores, skatistas, patinadores, cadeirantes. A cidade é das pessoas e as ruas são de todos, seja qual for o meio de transporte que utilizam. Todos têm direito de circular – e de ocupar as ruas.

Alguns meios de locomoção causam mais problemas ao trânsito que outros. Muitos deles impedem a passagem ou a circulação segura dos demais – uns por alguns segundos, outros por várias horas todos os dias. Nesses casos, não tem mistério: ou a gente desvia por outra rua ou espera. Quantas vezes já evitei alguma rua porque estava entupida de carros, sem espaço nem para passar entre eles?

Havendo respeito, as ruas não serão a guerra que um certo jornal de grande circulação tenta plantar, mas sim a coexistência de que todos precisamos. É isso que os ciclistas querem e precisam: usar as ruas, como todo mundo. E chegar onde precisam, sem que coloquem em risco suas vidas por acharem que aquela bicicleta não tem direito de estar ali.

Mais amor, menos individualismo.



Escrito por Marchesato às 14h34
[] [envie esta mensagem
] []





MULHER

Mulher, ser enigmático, forte, competente, carinhoso, dedicado, compreensível, mas ao mesmo tempo misterioso e acho que é daí que vem a sua maior qualidade que é a de ser completamente imprescindível ao mundo, a família, aos filhos, ao marido, as empresas, a comunidade. Não existe Homem que consiga viver sem elas, mesmo que seja uma simples e insubstituível amiga. Vocês são sempre melhores ouvintes e conselheiras, possuem um sexto sentido que se transforma em 10, 12 sentidos quando aflora a sensibilidade e o amor, conseguem ser tudo e ao mesmo tempo. Portanto não consigo viver sem vocês, trabalhar sem vocês, e não querendo ser homofóbico, amar sem que fosse uma mulher. Obrigado por existirem na minha vida pois é muito bom amá-las, sempre.



Escrito por Marchesato às 17h05
[] [envie esta mensagem
] []





Pedalar no meio do trânsito com segurança.

O trânsito que estamos nos referindo aqui é aquele mais movimentado, de ruas mais cheias, típico de dia de semana em área comercial ou de passagem. A técnica que daremos a seguir serve, é lógico, para tranqüilas ruas internas de bairro ou para pedalar pela cidade num domingo pela manhã, mas normalmente nestes locais e situações é possível pedalar tranqüilo mesmo sendo pouco habilitado.

É necessário reforçar que a bicicleta tem limites e que mesmo o mais habilitado ciclista não deve transitar em vias expressas ou de trânsito muito rápido, denso e ou com pouco espaço entre veículos.
Evite de todas as formas pedalar em vias que sirvam de passagem para caminhões, ônibus, outros veículos pesados; além de entrar nos caminhos de motociclistas profissionais (motoboys). Nestas vias o índice de perigo que o ciclista corre é alto, independente de seu nível técnico de condução da bicicleta.

Pedalar no meio do trânsito com segurança então depende tanto da qualidade de condução do ciclista, como do ambiente no qual ele se encontra.

Simples: ir junto

A melhor forma de pedalar no trânsito é ir junto com ele:

  • seja natural, faça parte do trânsito, jogue o jogo
  • olhe para frente e mantenha uma linha reta
  • não fixe o olhar num único ponto - use a visão periférica
  • sinalize suas intenções com o braço direito - principalmente nas esquinas e cruzamentos
  • não se esconda do trânsito
  • guarde distância para ver e ser visível
  • não fique espremido entre dois carros
  • não faça esforço desnecessário - pedale com inteligência
  • seja suave - não faça movimentos bruscos
  • nunca, jamais entre em conflito. Simpatia sempre

    Estas regras de fato melhoram e muito a segurança do ciclista.
    Pedalar no trânsito de maneira tranqüila é como se deixar levar pela correnteza do rio:
    Quem luta contra correnteza se cansa e corre perigo.

    Cada local tem um trânsito próprio, uma forma particular como as pessoas conduzem seus veículos, usam as vias, o espaço público e a cidade. A somatória de todos os fatores dá um jeito próprio ao trânsito que o ciclista deve respeitar para ter segurança.

    Pedalar uma bicicleta é algo quase científico de tão estudada e aperfeiçoada está a técnica. É praticamente um século de história, de experiências, de conhecimentos acumulados. Já não há mais quase nenhuma dúvida sobre o que funciona ou não, o que é seguro ou não para o ciclista.

    Pense correto, pense com qualidade, pense seguro.

  • Segurança se constrói com o controle dos perigos. O controle dos perigos se faz só com a informação e o procedimento correto. Procedimento correto tem nome: qualidade.

    A maioria dos acidentes é de responsabilidade do próprio ciclista. E a maioria dos erros que levam ciclistas a sofrer acidentes é a crença em informação errada. O melhor e mais perigoso exemplo de erro é pedalar na contra mão para ver o trânsito de frente.

    "Qualquer veículo mal conduzido é perigoso. Com bicicleta não é diferente".

  • Técnica de pedal no trânsito

    Sinta prazer, divirta-se, seja leve: Ciclismo é a arte da suavidade.

     

  • Suavidade se treina, se aprende.
  • Suavidade tem uma relação intima com "qualidade" técnica do ciclista
  • Com suavidade se chega à qualidade técnica e à segurança.

    É impossível alcançar bom índice de segurança sem ter qualidade em tudo que envolve o próprio ciclista e seu pedalar:

    A Bicicleta

  • tamanho correto e ajuste correto para o ciclista
  • modelo correto para uso
  • manutenção em dia

    O Ciclista

  • corpo são
  • mente sã
  • espírito livre
  • atenção correta

    Os Caminhos

  • inteligentes
  • variados

    Qualidade de condução:

    Trânsito pode ser tenso, mas não é uma guerra.

     

  • Tensão é controlável.
  • Conduzir com alma e corpo relaxados aumenta a segurança.

    A vida é a arte da negociação. Nós só nos mantemos vivos porque negociamos tudo, constantemente. Negociamos nosso alimento, nosso espaço, nosso descanso. Tudo que existe no planeta, seja nimal ou mineral, negocia. A pedra que fica na passagem da água vai acabar furada. Animais mais frágeis vivem em conjunto e se movimentam juntos, o que requer negociação entre eles, para evitar predadores. E assim com tudo e todos. Não negociou, perdeu.

    No trânsito quem negocia segue com segurança. Quem sai para a guerra, para a briga tem uma grande possibilidade de perder, de sofrer um acidente.

    Negociação, Comunicação e Imagem

    Só existe negociação quando há comunicação entre as partes. E uma boa comunicação, que faz a negociação ser mais fácil, depende da imagem de quem está conversando. Trânsito é uma conversa constante entre condutores. Daí porque é importantíssimo sinalizar sempre.

    Imagem agradável ajuda a resolver problemas. Já uma imagem desagradável cria problemas.

    Lembre-se sempre que sua segurança depende da imagem que você passa no trânsito

  • Antes de culpar o outro descubra qual é o seu erro.

    Erros comuns:

  • pensar que você vai mudar o universo no trânsito pode ser perigoso
  • fazer-se de herói diminui a segurança
  • fazer-se de vítima diminui a segurança

    Para os outros:

  • no meio do trânsito você não passa de mais um condutor de um veículo - ponto.
  • praticamente todos que estão no trânsito querem chegar em casa sem problemas - sem amassar o carro
  • quem entende bem o que o outro quer responde adequadamente

    A boa comunicação se faz com decisão.

    O universo tem simpatia pelos vencedores e vencedores fazem tudo com decisão.
    Indecisão e medo sempre transparecem.

     

  • defina com antecedência para onde vai
  • sinalize, sempre sinalize
  • ou vai ou fica!
  • use a inércia da bicicleta de maneira correta
  • não faça movimentos bruscos
  • sorriso e agradecimento fazem milagres no trânsito

    Comunique-se, fale sobre suas dúvidas, procure informação correta.

    Todos juntos

    O trânsito seguro é aquele que todos vão juntos como em uma boa música. Cada um faz sua parte, mas todos têm consciência que fazem parte de um todo. Se alguém sair do ritmo ou afinação a música fica ruim.

    Para pedalar no trânsito com segurança é necessário avaliar a dinâmica coletiva e também a individual de cada condutor.
    Para quem não tem prática vá com o trânsito sem medo de desafinar.

     

  • começe num trânsito fácil
  • aprenda com o tempo a seguir o ritmo do trânsito
  • seja o mais fluído possível, evitando freadas bruscas

    O olhar correto: evite olhar para a bicicleta ou para baixo

     

  • sempre usar visão periférica - evitar fixar o olho num único ponto
  • olhe com os olhos - mexa a cabeça o menos possível
  • olhe para onde você quer ir
  • olhou para onde você pode bater e a bicicleta irá para lá

    Olhe para si mesmo

     

  • trabalhe-se - melhore suas qualidades e corrija seus defeitos
  • respeite-se para respeitar e ser respeitado entre ciclistas

    Bicicleta bem conduzida é segura para o ciclista e para o trânsito

  • bicicleta bem conduzida não faz nenhum barulho
  • tentar provar que é "o bom" beira o ridículo

    Respeite-se para respeitar e ser respeitado no trânsito

    Entre ciclistas

  • não assuste os outros ciclistas
  • tenha respeito e cuidado com ciclistas leigos
  • comunique-se com calma
  • sempre ultrapasse pela esquerda
  • não pedale muito próximo do outro ciclista, muito menos da roda traseira dele
  • dois ciclistas juntos são mais visíveis que um só
  • evite ficar na "sombra" de outro ciclista
  • muito cuidado com ciclistas na contra-mão

    Cuidados especiais

    Na chuva, a visibilidade de todos fica prejudicada e o tempo de reação diminui

    A maioria dos motoristas não pedala, portanto não sabe como a bicicleta se comporta em movimento

    Pedestres, crianças, idosos, cachorros e gatos têm dificuldade em perceber a bicicleta

  • http://www.escoladebicicleta.com.br



  • Escrito por Marchesato às 17h15
    [] [envie esta mensagem
    ] []







    Escrito por Marchesato às 16h42
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]